sAcRaLiZa">

terça-feira, 15 de dezembro de 2020

QUANDO TEUS PÉS PISARAM NESSA TERRA SECA, EU NÃO ESTAVA AQUI... MAS COMO EU QUERIA TER FITADO TEUS OLHOS E TER SIDO INUNDADA PELO BRILHO QUE ELES IRRADIAVAM. QUERIA TER LHE PERSEGUIDO PELOS MONTES DA GALILÉIA E TE ADORADO E CONTEMPLADO AO LONGE PARA NÃO ATRAPALHAR TUA ORAÇÃO... ...testemunhado barcas abarrotadas de peixes, tempestades acalmadas... meu Amor andando sobre as águas e me chamando: VEM... Ah como queria ter me encontrado contigo às margens de um poço em Jericó. .. ser a prostituta que o Senhor salvou de ser apedrejada pelos hipócritas sem misericórdia. .. lavar Teus pés com minhas lágrimas de arrependimento, enxuga-los com meus cabelos e derramar sobre Tua cabeça, o óleo mais raro que existisse! Queria ter me arrastado em meio à multidão para tocar suas vestes e ser curada por Ti... ...Ter ouvido admirada e com lágrimas nos olhos, cada palavra proferida por Teus lábios. Gritar pelas estradas: "Jesus, filho de Davi, tem piedade de mim". Ser chamada pelo meu nome e recebe-lo em minha casa. Eu colheria numa taça de ouro, cada gota de sangue que o Senhor chorou no Getsemani. Te seguiria até o Calvário, choraria por Tua morte e me alegraria pelo véu do templo partido ao meio. Ah como eu queria ter estado lá e contemplado o sepulcro vazio e ter corrido em êxtase pelas estradas de chão, gritando: O Meu Amor ressuscitou! ELE RESSUSCITOU! ALELUIA! Erika Azevedo.

domingo, 29 de novembro de 2020

A luta.

Enchamos pois, nossos barris com agua e deixemos que o Amor as transforme em vinho. Érika Azevedo

sábado, 28 de novembro de 2020

Flor de lotus.

Lodo, tentando impedir que eu floresça. Luto! E nasco. E perfumo. Enfeito o lugar fético e podre em que me encontro. Seja onde for, seja como for, no barro, na lama, na dor, sou flor! Érika azevedo

terça-feira, 24 de novembro de 2020

Haverão dias assim.

 É  tempo de tempestade.

As águas alagam as ruas...

janelas fechadas, escuridão. 

O vento forte faz com que passaros se escondam.

Trovões e relâmpagos, crianças assustadas. 

Mas sou poeta.

E haverão dias de harmonia, primavera,  calmaria...

um lindo amanhecer, janelas escancaradas, algazarra na avenida...

A brisa suave fazendo as cortinas da sala dançarem uma valsa ao som de "O que é  o que é" de Gonzaguinha, num disco de vinil.

Cheiro de bolo de fuba com qualhada, doce de figo e lírios de Santo Antônio. ..

Ah eu sou poeta. Haverão  dias assim. 

Erika Azevedo

sábado, 30 de maio de 2020

Por amor.


Voa.
Grande é o meu amor por ti.
Impede-me de deter-te
em meus braços
e privar-te do infinito.

Erika Azevedo


Efemeridade.


Passa o vento,
A dor,
o amor,
o momento...
Passa o frio,
o tempo,
o rio e o sofrimento.
Passam as chuvas,
o trem,
a saudade,
as lembranças e a paisagem.
Passa o encantamento,
a mágoa,
a euforia e o sentimento.
Passam as horas
imagens no retrovisor,
a vontade de abraçar,
de possuir e de ficar.
Passa tudo.
Tudo passa.

Erika azevedo

sábado, 5 de outubro de 2019

Canta um bem-te-vi.

O caos da minha sanidade,
me faz perceber minha loucura
e dançar,
e sorrir,
e chorar,
rodopiar no meio da rua.
Leva-me a caminhar para lugar algum,
e percorrer minha escuridão.
Diante de um espelho,
fito minhas sombras,
e meus olhos sem brilho e esperança
pela insistência de dias sem sol
e noites de tempestades.
Um,
dois,
três...
sete comprimidos.
Um copo com água,
Bíblia aberta no Salmo 46,
diante de mim.
Deixei a porta escancarada.
Quem sabe alguém venha me salvar?!
Quem tem fé sempre acredita.
Nunca desiste.
Lá fora,
canta um bem-te-vi...
Erika Azevedo

sexta-feira, 20 de setembro de 2019

Amor

Que dor é essa no peito?
Que vontade de gritar!
Que saudade do que não tive.
Que medo de viver...
Que vontade de sorrir
e de chorar.
Que desejo de correr.
Que alegria sem certeza...
Que querer de nada ter.  
Que desejo de possuir o mundo.
Erika Azevedo



quinta-feira, 8 de junho de 2017

Transformação


Na efemeridade da minha existência, amo eternamente..
Na superficialidade que existe nos sentimentos, amo, com toda a minha alma, o que de você há em mim... 
cada partícula de sua essência, 
cada célula do seu corpo, 
com todas as forças que possuo.
Amo o melhor de mim que aflora quando estou em seus braços, 
o que me torno quando estou com você... volto a ser lua cheia, 
num céu repleto de estrelas.
Para você que desperta o melhor que sou e que coloca esse sorriso em meu rosto, esse brilho nos meus olhos... 

que me dá a certeza de que viver vale a pena e que o Amor é o que faz a vida ter sentido e o sol brilhar todas as manhãs... que me faz querer viver 
para lhe fazer feliz... 
que faz com que eu queira ser melhor, também, para lhe encantar,  cultivar
um jardim para enfeitar e perfumar seus caminhos.
É assim:
A tragédia fez - se Belo.

Eis a transformação. 

Erika Azevedo


Concepção .


A floresta,
A natureza,

A luz,
A tribo,

A terra,

A vida,
A luta,
A Força Superior,
A humanidade,
A paz,
A tempestade,
A sabedoria,
A consciência,
A essência,
A árvore.
A raiz,
A fonte,
A criacao,
A maternidade,
A morte.

Uma energia que sacraliza
O existir,
O universo,
O caminhar,
O esperar,
O amor e o sofrer,
O desejo e o gozo,
O ventre,
O homem:
Mulher.

O feminino,
Masculino
Côncavo é masculino.
Complementariedade. ..
Somos Um.

Erika Azevedo

sexta-feira, 29 de julho de 2016

Assim.

Assim lhe amo
da forma mais pura e devassa
que alguém pode amar,
mais sagrada e mais profana...
Assim lhe quero
sem juízo e sem pudor,
de forma ingênua e sensata
querendo encontrar-me em sua alma
E perder-me em seu corpo,
sem censura, sem mandamento,
sem culpa, sem tempo, sem roupa.
Com o amor que é maior que o meu querer
e um desejo que é maior que o meu amor.
Roseira em flor que se abre ao sol
em manhãs de  domingo...
Sem vergonha, sem temores,
sem "eira nem beira".
Amor sacralizado por amantes,
amaldiçoado por beatas
que não se permitem
nem podem enlouquecer.
Ah se amassem como eu amo,
se desejassem como eu lhe quero,
saberiam que amar não é pecado,
Que o desejo é que faz a vida pulsar,
o coração explodir
sem se desfazer,
nem se consumir.

Erika Azevedo




segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

Somos todos responsáveis.


Quando Deus (ou a Força Superior ou qualquer outro nome que usamos para denominá-lo) criou o mundo, o fez perfeito. Tudo era bom. E à Sua principal criação, o homem, confiou a missão de guardar e multiplicar o que havia criado. E o que temos feito?

Rios poluídos que não saciam nossa sede, cantos de pássaros abafados por barulhos ensurdecedores, florestas incendiadas pelo fogo da nossa ganância capitalista, céu azul obscurecido pelo cinza das fumaças. Animais perdidos por não ter para onde ir, morrendo de fome.  Nenhum animal destrói os recursos naturais que necessita para viver. Apenas nós, seres racionais.

O que fizemos conosco? Onde está nosso amor, caridade, altruísmo?  Somos capazes de cometer atos atrozes e desumanos.
Há pessoas morrendo no Nordeste brasileiro enquanto muitas trancadas em seus escritórios, preocupam-se com o preço do Dólar. Outros desperdiçam tempo e inteligência fabricando bombas que arrasam cidades, matando crianças inocentes.

Muitos morrem por falta de remédio ao passo que seus vizinhos imaginam um modo de aumentarem os preços dos mesmos e tornarem seus lucros maiores.
 E em que transformamos nossa alimentação?! Tantos e tantos venenos, estabilizantes, corantes, acidulantes, agrotóxicos, expostos em supermercados, produtos fabricados por insensatos que, dessa forma, diminuem suas próprias vidas e a de nossos filhos.

Nem mesmo o corpinho raquítico de um bebê, comove certos corações petrificados pelo egoísmo. Nada é capaz de sobrepor-se ao desejo de possuir. Saber que poderiam salvar vidas e evitar muitas dores, não interfere nas decisões inescrupulosas dos “manda-chuvas” que visam apenas o próprio bem- estar.

Deixamos que nos dissessem como têm que ser as medidas de nossos corpos e nos empenhamos numa corrida desenfreada para conquistá-las. Fizemos de nós mesmos objetos de um modismo imoral, em nome de uma falsa liberdade sexual e de um feminismo que nos afasta da essência do que somos.
Nossas relações? São alicerçadas no prazer.. Eternidade é o tempo que dura um beijo. Têm à profundidade de um prato de sopa. Não mergulhamos profundamente no outro, não estamos preocupados em fazer feliz.

Muitas das conseqüências desastrosas de nossas ações não poderão ser revertidas. Quase não se vê vestígios da criação original. Mas se não tomarmos uma atitude urgente, não tardará e seremos completa e drasticamente autodestruídos.
A Terra pede socorro. Daqui a muito pouco tempo não  haverá lugar para onde fugir.

É URGENTe QUE FAÇAMOS ALGUMA COISA. 
A TERRA GRITA POR SOCORRO.
QUANDO ENTENDEREMOS QUE O CAPITALISMO MATA O AMOR, IMPEDE A VIDA,
TORNA-NOS EGOÍSTAS.
Erika Azevedo



Ternura


Tem alguém querendo caminhar de mãos dadas com você à beira de um riacho, 
lhe falar de sonhos, desvendar seus segredos como quem despetala flores, 
silenciar e ouvir as batidas do seu coração!

Tem alguém querendo ofertar-lhe rosas vermelhas, fazer você sorrir, 
cuidar de você, lhe ouvir falar de Deus, do mundo, de seus medos, de suas dores...
Tem alguém querendo realizar seus sonhos, retirar os espinhos e as pedras
de seus caminhos, iluminar seu destino com as luzes das estrelas...

Tem alguém, que se pudesse, até roubaria o brilho e o calor do sol, a beleza
das flores, a leveza de suas pétalas e das nuvens do céu,
 o frescor da brisa, 
a doçura de favos de mel, a tranqüilidade de uma criança dormindo, a própria paz, 
a beleza dos versos do maior porta do mundo, e toda a emoção que o amor provoca, 
para lhe dar em suas mãos... faria com queo mundo fosse melhor apenas 
para que você fosse mais feliz...

Tem alguém que com os olhos marejados, ora por sua felicidade, pela sua 
paz, pela realização dos seus sonhos... 
Tem alguém chorando de saudades do que ainda não viveu; que nos seus olhos quer 
achar o caminho sem volta, fechar todas as portas da realidade e viver o sonho 
de um amor eterno...

O Amor é presente divino. Tem alguém que lhe vê assim como o encontro com a felicidade,
com a doçura, com a ternura, com o próprio amor.
Tem alguém que quer chegar à eternidade para a qual Deus nos destinou, 
de mãos dadas com você... 
 Erika Azevedo



domingo, 8 de fevereiro de 2015

Pertences -


Como queria que você me pertencesse 
Como o sol pertence ao céu, 
como o céu pertence ao mundo, 
como o mundo pertence a Deus! 
Como queria lhe pertencer 
como as águas pertencem aos rios, 
como os rios pertencem aos mares, 
como os mares pertencem ao homem, 
como o homem perde-se ao amar 
como eu te amo, 
para sempre!

Erika Azevedo

sábado, 7 de fevereiro de 2015

Elo.


Nós  dois somos um só, 
presos por nosso amor
como elo enfeitado
por rosas de toda cor.

Nós dois somos um só, presos num céu de estrelas... 
ilusões, passageiras... mas que nos sustentam.
E ESSE AMOR ME FAZ MELHOR, ME TRANSFORMA. 
MAS EM QUÊ? 
Quem sou eu sem você? 
Um pedaço de lua, num céu sem estrelas

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Sacralize



SACRALIZE-SE. 
FAÇA MAIS DO QUE O POSSÍVEL. 
SEJA MAIS DO QUE ESPERAM DE VOCÊ. 
SURPREENDA. NÃO DECEPCIONE. 
A REGRA É "FAÇA AOS OUTROS O QUE GOSTARIA QUE FIZESSEM A VOCÊ.".
AME, AME, AME MUITO. 
NO FIM VOCÊ VAI DESCOBRIR QUE ESSE É O SENTIDO
DE ESTARMOS AQUI.

A GENTE COMPLICA MUITO.
Erika Azevedo

domingo, 18 de janeiro de 2015

Plenitude.


Encontrar-me com o vento sobre uma montanha,
senti-lo misturar-se ao meu ser...
Fechar meus olhos e senti-lo percorrer minhas veias,
penetrar em cada célula...
Abrir meus braços para o espaço vazio,
sentir-me leve vagando no vácuo.
Encontrar-me com meus sonhos no mais profundo de mim...
Abraçar quem sou no intimo de minha alma.
Tocar meus desejos... 
minha escuridão...
E voltar ao inicio onde apenas Deus existia...
Muito antes do ventre...
Onde não havia meu desejo de existir...
Nem leis para cumprir...
Nem sonhos a realizar...
Nem vazios para encher...
Nem medos a superar...
Sem conceitos, nada a esconder...
Nem amores para conquistar.
Derramar-me nos braços de Deus,
deixar que meus relativos dissipem-se
no Amor
e encontrar-me 
no tempo em que me bastava
Saber que Ele existe e me ama.
Perder-me no início
e não desejar nada 
além de ficar assim...
no extase de descobrir que sou amada com amor Absoluto
Muito além do início de tudo.
Erika Azevedo